quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Óbvio Poema





Esqueça a Lua:
Romântica
De amantes
Mortífera.

Esqueça o Mar também:
Vasto
Sepulcro
Espelho.

Tudo já foi dito
De flores
De dores
Pra rimar com amores...

Há poemas onde nem sabias
eles esperam teu novo verbo,
um detalhe oculto,
outra magia.


Por que não
num lápis sem ponta,
no contorcer da lagarta,
na casa vazia?

Sei que nada foge
aos teus olhos,
és oráculo de deuses mudos.
Mas ignore o que é óbvio
não essa homilia.

(Berg Nascimento)

11 comentários:

  1. Lembre do concreto, da fumaça e da chuva e aí sim tente arrancar um romance.

    ResponderExcluir
  2. Seus comentarios sempre sao bem vindos...ja es fa casa.

    ResponderExcluir
  3. Berg

    se me permite dizer, fizemos este poema por osmose, sou co-autor. Tem tudo haver mesmo com o crônica poética que escrevi esta semana (a respeito do fazer poético).

    Gostei demais também do comentário do Danilo. É altamente poético.

    Depois aprecie a poesia que escrevi ontem.

    Muito obrigado pela presença no InterTextual.

    ResponderExcluir
  4. Tudo já foi dito e transformado, óbvio, continua sendo reescrito, talvez por haver muitas palavras e poucos ouvidos.

    Muito bom Berg.

    Abraços e ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. óbvio prazer em te ler...

    não me esqueço de você, viu!

    beijos, berg.

    ResponderExcluir
  6. Belo post!!!

    Belo blog,gostei daqui... VOltarei mais vezes...

    Convido vc a conhecer meu trabalho (poesia, musica, teatro)

    Ficaria muito feliz!

    http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Você postou no poema da Moni , e eu vim conhecer sua poesia.

    Belíssima,por sinal.Gostei imensamente.

    Apareça sempre no Curta-Metragem e na http://poesiarapida.blogspot.com/ também.
    Abraço
    Neusa

    ResponderExcluir
  8. Poesia dentro
    Poesia fora
    sideral em imaginação,
    infinita em espaço,
    Metáfora de vida,
    Entrega de alma,
    presente em silêncios
    marcante em sons...

    Muito bonito o seu blog... beijos.

    http://melodiaemversos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Posso esquecer a lua e o mar, mas não me esqueci do dia da poesia, e vi te dar um beijo.

    Rossana

    ResponderExcluir
  10. relendo o teu. Por motivo óbvio: gostei demais.

    ResponderExcluir